Para promover a melhoria das condições de acesso, permanência e aprendizagem dos estudantes do campo em suas próprias comunidades, a Secretaria Municipal de Educação (Semed), por meio do Núcleo de Educação do Campo (Necam), realizou nesta quinta-feira (08), na Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Terezita Paiva Lima, no povoado Pedreiras, o segundo encontro entre professores responsáveis pelas escolas do campo. O evento discutiu as ações dos docentes dentro destas escolas (e nas salas multisseriadas) e a melhor forma de planejar a metodologia de ensino.

“A Semed está preocupada em capacitar os professores para que as especificidades de cada local sejam mantidas na metodologia de ensino. O currículo é amplo, mas estamos privilegiando as peculiaridades das regiões. Os desafios são muitos, mas estamos fornecendo instrumentos para a boa alfabetização dos alunos”, destacou a coordenadora municipal de Educação Infantil, Jocélia Viana.

Para o coordenador do Ensino Fundamental I, Andrey César Louzada, discutir os planejamentos é fundamental para as ações dos docentes. “Precisamos entender o trabalho realizado com as turmas multisseriadas, temos que debater o que se é planejado, trocar experiências, sugerir metodologias. Só assim iremos alfabetizar dentro da realidade em que cada aluno está inserido”.

De acordo com a coordenadora municipal do Programa Novo Mais Educação, Aluízia Ramos, o trabalho que está sendo desenvolvido nas escolas do campo também tem o objetivo de elevar a autoestima de alunos e professores. “A Semed está fornecendo o apoio necessário através deste projeto para que professores e alunos das escolas do campo se sintam inseridos e contemplados pelo projeto de educação do município”, pontuou.

A professora responsável pela Escola Terezita Paiva Lima, Eliana do Carmo, observou o caráter inovador do projeto. “A gestão municipal e toda a equipe da Secretaria de Educação estão de parabéns pelo cuidado e preocupação que estão tendo com as escolas do campo. Precisamos discutir metodologias e trocar experiências, inclusive com a comunidade, para garantir uma boa alfabetização dos alunos”.

Fotos: Danielle Pereira.


Jocélia Viana
Andrey César Louzada e Aluízia Ramos
Eliana do Carmo