Oficinas temáticas marcaram o encerramento do “I Encontro de Formação e Qualificação de Mediadores e Facilitadores” do programa “Novo Mais Educação”, na manhã desta sexta-feira, 11, no Salão do Convento do Carmo, no Centro Histórico de São Cristóvão.  A atividade iniciou ontem e reuniu, além dos participantes do programa, gestores das unidades escolares que integram o projeto e servidores da Secretaria Municipal de Educação (Semed). 
 
Segundo a diretora pedagógica da Semed, Valéria Macário, o evento é mais um passo na construção do novo projeto educacional do município, que prioriza, além da formação escolar, o resgate da autoestima das crianças e jovens sancristovenses, a valorização da cultura e das tradições locais e o lúdico como mecanismo de aprendizado.
 
“É preciso que entendamos a educação como um processo construído com os alunos, no dia a dia. Mais que isso: temos que enxergá-la, e vivenciá-la, com um olhar transformador, sabendo que tudo que realizamos influi diretamente na vida de cada uma dessas crianças e desses jovens, e na sociedade”, analisou a diretora.

Teoria e prática 

Nos dois dias de trabalho, os participantes tiveram a oportunidade de aprofundar as temáticas do programa, oferecendo uma maior capacitação aos integrantes do projeto. Ontem, houve palestras e debates sobre educação integral e projeto político pedagógico. Hoje, ocorreram oficinas dos seguintes temas: língua portuguesa, matemática, teatro, dança, artesanato, canto coral, esporte e lazer.

Responsável pela oficina de matemática, a coordenadora municipal do Ensino Fundamental II e da Educação de Jovens e Adultos (EJA), Aldira Siqueira, ressaltou a importância de atividades práticas para reforçar o aprendizado. “Ontem, trabalhamos a teoria. Hoje, buscamos atividades práticas, como a construção de jogos que podem ser aplicados para melhorar o aprendizado. É preciso acolher essas crianças e descobrir o que elas gostam, encontrando maneiras, inclusive lúdicas, de despertar o interesse pelo aprender. Especialmente, as crianças que têm alguma dificuldade no aprendizado, que é o público do programa”, explicou a coordenadora.  

O “Novo Mais Educação” é um programa do governo federal, em parceria com estados e municípios. Tem por finalidade contribuir para alfabetização, além de melhorar o desempenho em língua portuguesa e matemática das crianças e adolescentes com dificuldade de aprendizado, por meio de acompanhamento pedagógico em jornada escolar ampliada e atividades interdisciplinares nos campos das artes, cultura, esporte e lazer. Em São Cristóvão, o "Novo Mais Educação" é realizado desde o início deste ano letivo, em 20 escolas, onde atuam 120 facilitadores. São beneficiados 1.760 alunos. 
 
Avanços no aprendizado 
 
O diretor Antônio da Paixão, da Escola Municipal de Ensino Fundamental Araceles Rodrigues Corrêa, destacou os avanços com a implantação do “Novo Mais Educação” na unidade. “Posso afirmar que o programa já trouxe benefícios e evolução no aprendizado dos nossos estudantes. É um estímulo a mais para o alunado”, argumentou. 
 
Opinião compartilhada pela facilitadora Jonmhara Fontes, que dá aulas de reforço em matemática e língua portuguesa na Escola Municipal de Ensino Fundamental Ruth Dulce Almeida, no Grande Rosa Elze. “Já é visível a evolução dos alunos. Para mim, é um enorme prazer contribuir nesse aprendizado”, atestou a participante do “Novo Mais Educação”, que deve reiniciar agora em agosto, com o retorno das aulas nas unidades da rede municipal de São Cristóvão.

Fotos: Danielle Almeida  
 
 


Valéria Macário, diretora pedagógica
Aldira Siqueira, coordenadora municipal
Antônio da Paixão, diretor
Jonmhara Fontes, facilitadora