A Secretaria da Assistência Social e do Trabalho de São Cristóvão (SEMAST) realizará nesta sexta-feira, 19, uma grande caminhada contra o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes. A atividade inicia às 8h30min, saindo da praça da Matriz até a praça São Francisco, no Centro Histórico, e marca as ações municipais que estão sendo realizadas, durante este mês, em referência ao 18 de Maio - Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Segundo a secretária municipal de Assistência Social e do Trabalho, Fernanda Santana, é um importante momento para sensibilizar, informar e convocar a sociedade para participar da luta em defesa dos direitos das crianças e adolescentes. “É preciso que a comunidade esteja informada, que compreenda ser possível identificar e combater esse tipo de violência. É necessário que a sociedade enfrente essa realidade para revertê-la,”, argumentou a secretária.

Para despertar uma maior consciência sobre os direitos das crianças e dos adolescentes, e garantir o direito fundamental ao desenvolvimento da sexualidade de forma segura e protegida, livre de toda forma de abuso e de exploração, a SEMAST está realizando este mês diversas oficinas nas escolas municipais e nas unidades do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), da sede e também do conjunto Eduardo Gomes. Já no dia 25 de maio, ocorrerá um encontro ampliado com a rede intersetorial, das 8h30 às 12h, no auditório do Fórum Desembargador Gilson Góis Soares, na sede.

Seminário

Ainda dentro das atividades relacionadas ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, a secretária Fernanda Santana e a equipe da SEMAST participaram na manhã desta quinta-feira, 18, de seminário sobre o tema, no auditório do Ministério Público Estadual, em Aracaju, promovido pela Escola Superior do Ministério Público de Sergipe, em parceria com o Centro de Apoio Operacional da Infância e da Adolescência.

Dados do Disque 100, um dos principais meios de denúncia dos crimes envolvendo crianças e jovens no país, mostram que entre os anos de 2015 e 2016 foram registrados 37 mil casos de denúncias de violência sexual na faixa etária de 0 a 18 anos- sendo que em 2016 foram 17,5 mil destes casos. A maior parte das denúncias é referente aos crimes de abuso sexual (72%) e exploração sexual (20%). 

Por que 8 de Maio?

No dia 18 de maio de 1973, uma menina de 8 anos foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada no Estado do Espírito Santo. O corpo apareceu seis dias depois carbonizado, e os seus agressores, jovens de classe média alta, nunca foram punidos. A data ficou instituída como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, a partir da aprovação da Lei Federal nº. 9.970/2000. O  “Caso Araceli”, como ficou conhecido, ocorreu há mais de 40 anos, mas, infelizmente, situações absurdas como essa ainda se repetem.

A Prefeitura de São Cristóvão compreende a urgência de debater este assunto e trazer reflexão ao povo sancristovense e aos profissionais da área. Neste dia 18 de Maio, o prefeito Marcos Santana fez questão de vestir a camisa do Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, ao lado da secretária da Assistência Social e do Trabalho, Fernanda Santana.