Projeto pioneiro em São Cristóvão, o ‘Família na Escola’ vem sendo desenvolvido pela Secretaria Municipal de Educação, através da coordenação de educação infantil, visando aproximar pais de alunos do convívio escolar. A ideia já está em prática, acontecendo uma vez por semana (por enquanto apenas dentro das escolas de ensino infantil), e em breve será levada para todos os demais colégios sancristovenses. Na manhã desta sexta-feira, 12, a equipe da Secretaria Municipal de Educação aportou na Escola Municipal de Ensino Infantil Tia Aidee, no povoado Rita Cacete, reunindo pais e professores em prol do desenvolvimento desta relação de cumplicidade.

Segundo a coordenadora municipal de educação infantil, Thallyta Fernanda de Cerqueira Aragão, é preciso despertar nos pais a responsabilidade por determinadas ações das crianças, esclarecendo assim o papel do professor em sala de aula. “O processo de aprendizagem vai da hora em que o pai ou a mãe olha a ponta do lápis do filho até a hora de cobrar que a criança faça o dever de casa, passando inclusive pela higiene da criança ao sair de sua residência para a escola. É preciso que os pais façam parte do dia a dia da escola, conheçam os professores, diretores e saibam o que acontece com seus filhos, enquanto estudantes”, pontuou Thallyta.

Desde a implantação do Família na Escola, cerca de 300 pais de alunos já participaram das reuniões, e segundo as primeiras impressões dos mesmos, os encontros estão sendo aprovados pelo público-alvo. “Sempre que posso eu faço visita à escola de meu filho, conversando com a direção e conhecendo o professor responsável pela educação dele. Acho importante essa relação direta com quem educa meu filho, por isto fiz questão de participar do Família na Escola, no intuito de me melhorar enquanto mãe”, disse Maria José Souza Santos. O mesmo discurso foi endossado pela mãe de primeira viagem, Jéssica dos Santos Almeida. “Minha filha vai começar a estudar na próxima semana, mas quis participar desse encontro para saber mais como proceder enquanto responsável direta pela educação dela em casa. Com certeza acompanharei seu cotidiano em sala de aula e já aprovo a iniciativa do projeto”, completou.

De acordo com a professora, Aline de Carvalho Santos, o Família na Escola é interessante do ponto de vista de que a educação em si depende da relação direta com os pais. “É preciso quebrar o paradigma de que o professor é o único responsável pela educação do aluno. Este projeto mostra a divisão deste papel, dando a responsabilidade devida a cada ator envolvido no ato educacional”, frisou.

A equipe da Secretaria Municipal de Educação já levou o Família na Escola até os pais de alunos das escolas: Adilma Lima, Cláudio Meireles, Maria Vandete, Madalena de Góis e agora, Tia Aidee. Nas próximas semanas outros encontros acontecerão seguindo um cronograma feito pela coordenação de educação infantil. “A ideia é levar essa iniciativa aos 41 centros educacionais de São Cristóvão, sempre mostrando o histórico da educação brasileira (do século 18 aos dias atuais) e pontuando algumas particularidades da escola que estaremos visitando. Deixando assim, os pais mais cientes do local que recebe seus filhos e do sistema de ensino que as crianças vêm recebendo”, informou a coordenadora da educação infantil.